Endereço do blogue........peroracao.blogspot.com

sexta-feira, 29 de março de 2013

Mau tempo na Costa Oeste....



O malvado tempo continua a fazer caretas. Chove e venta, que é um regalo. Não fora isso e nesta altura já ía muito longe nas estradas rurais do Oeste, a caminho de Peniche. Mas como já por diversas vezes disse, ir assim para Peniche, implica ficar fechado em casa, sem poder sair. Ora fechado em casa por fechado em casa, prefiro ficar aqui. Amanhã iremos, faça o tempo que fizer... Já fizemos este caminho com toda a sorte de tempo, desde dia glorioso de Sol aberto, até ao temporal mais descarado, ou de nevoeiro cerrado de cortar à faca, noites de Lua cheia e de Lua nova, enxurradas enormes, de fechar estradas, troncos d'árvore no asfalto.... Tudo.... Já a fizemos de todas as maneiras. Lembro ao acaso uma bela noite, depois de Jantar em que resolvi ir ao bar da "Nau dos Corvos" e no breve caminho entre a "Cruz dos Remédios" onde ficava a casa onde então morava e o Farol, tive imensas dificuldades em caminhar pela estrada porque o vento me empurrava fortemente para fora dela, e eu era na altura, um rapaz de lastro avantajado. Portanto, não é medo do tempo o que eu tenho.... É medo do tédio de ficar em casa sem poder sair, sem arriscar uma molha das antigas. Isso era coisa que não me fazia moça, mas agora faz... Desde que tive uma pneumonia, não possa arriscar outra, seria devastadora....E de devastações, já tive Q. B.

                                                António Capucha

                                 Vila Franca de Xira, 29 de Março de 2013

quarta-feira, 27 de março de 2013

Mais um quarto de sentinela....



Ontem não cumpri o sagrado dever de escrever, porque pelas três da manhã tive que ir para o Hospital fazer um quarto de sentinela, com um a crise de falta d'ar. Estive por lá toda a noite a fazer oxigénio, e a ser picado como um boi numa corrida de touros à portuguesa. Chegou-se a dar ocaso de estar a enfermeira a tirar-me sangue do braço esquerdo ao mesmo tempo que a médica me espetava o pulso direito à procura, da veia "não sei quantos" que fica bem no meio do pulso.... Só saí de lá pelas nove da manhã e claro passei o resto do dia a dormir. Resultado desta "balhana" toda, mais um "drunfo" diário, a juntar à dezena e tal bem medida dos que já marchavam.... Parece que  faço retenção de líquidos em escesso que se acumulam junto ao coração pressionando-o e aos pulmões, e fazem inchar a perna.... Uma chatice, amigos.... Felizmente sou um rapaz saudável e estas coisas, vão-se, tão depressa como vieram, e deixam poucas marcas.... A premissa fundamental mantém-se, detesto Hospitais.... Já eu sabia que estava bom e cirandava por ali  a pedir a todas as enfermeiras que encontrava, que me tirassem o "catecter" do braço. Que não senhor ainda tinha que ser visto pela doutora, que sentenciou ter de ser visto pelo cardiologista, p'ra ver o que ele dizia, perdeu-se nisto um bom par d'horas..... Ele lá disse o que tinha a dizer e fugi dali a sete pés, o que é notável para um gajo que só tem um.... Espero, em suma, que esteja perdoado deste deslize, embora justificado não deixa de o ser.

                                            António Capucha

                          Vila Franca de Xira, 27 de Março de 2013

terça-feira, 26 de março de 2013

Que viva o Teatro...

26 de Março de 2013 15:25
Amanhã há teatro no Ateneu. Pelas 21h30, o Teatro do Zero leva à cena a sua mais recente produção, "T'Ulisses". Apareçam. Venham consumir cultura!
Promo# T'Ulisses
www.youtube.com

O Teatro do Zero apresenta a sua 9ª Produção com o espectáculo "T'Ulisses". Adaptado por Mauro Corag...




segunda-feira, 25 de março de 2013

Comissões...




Somos o país das comissões. Paritárias ou não, destinam-se invariavelmente a simular imdependência e insuspeição.... Mas até se diz amiúde, que quando não se quer resolver uma situação, qualquer que seja, nomeia-se uma comissão. 
Para gerir estas coisas de, por exemplo, decidir quanto tempo se está numa Unidade de cuidados Continuados, e quem vai estar ou sair, é pois uma bendita comissão de especialistas da área da saúde.... Mais apostados em diminuir as listas de espera, que em garantir efectiva recuperação dos utentes.... Sei do que falo, estive numa dessas unidades e saí por força da decisão dessa bendita comissão, que não por ter esgotado tudo o que lá poderia ter feito, e não fiz. E não só eu mas todos os que lá estávamos. Eram os próprios funcionários da Unidade que o diziam e tentavam prolongar a estadia dos utentes com o fim de melhor os preparar para o resto das suas vidas. Mas a maior parte das pessoas saía de lá a meio da recuperação desejada. E baseado em tudo isso eu pergunto. Porque é que não são as instituições a decidir quando as pessoas em tratamento devem ou não ter alta.  Esses sim sabem do que se trata e não avaliam os utentes por via de um relatório, (a comissão nem vê as pessoas), é uma coisa completamente anormal. A tal comissão, regional ao que suponho, está mais interessada em optimizar estatísticas de "listas de espera", que em curar as pessoas. E se a espera se prolonga em demasia então será talvez altura do Ministro da Saúde, provar a sua genialidade, e construir mais unidades destas... O Homem tem uma aura de génio da finança, mas afinal e um tretas... Apenas faz o que qualquer badameco faria numa situação destas... Para cumprir despesas fecha serviços e não investe um pau que seja. Genial, de facto.... Eu ainda tenho energia que dá, para por mim  continuar a evoluir. mas conheço gente que descontou toda a vida e agora teve o asar de ficar muito mais dependente que eu, e não há nada a fazer. chegou ao fim do prazo, e rua, que há mais pessoas na fila de espera.... Isto não é maneira de fazer as coisas.... Quanto a mim há apenas uma solução, se é de todo impossível construir e manter novas unidades, então há que gerir bem as que temos... E gerir bem as que temos, não é por certo, Deixar todos a meio-pau da recuperação possível, para aliviar a pressão das estatísticas... Acabem com essa mania das comissões disto e daquilo. E confiram autoridade a quem lida directamente com as situações. E naturalmente exijam rigor a quem disso ficar responsável. Porque se trata de dinheiros públicos, é esperado todo o rigor e também toda a capacidade. A responsabilidade tem que ser bem estudada e seguida, acompanhada. Óh genial figura de Estado, desça lá do pedestal, e faça alguma coisa bem feita.... 

                                   António Capucha

                Vila Franca de Xira, 25 de Março de 2013 

sábado, 23 de março de 2013

Que Viva o Teatro....




DIA MUNDIAL DO TEATRO
NO TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE
A Companhia de Teatro de Almada e o Teatro Municipal Joaquim Benite
associam-se às comemorações do Dia Mundial do Teatro.
No próximo dia 27 de Março, o Dia Mundial do Teatro, o ensaio-geral da peça Negócio fechado, de David Mamet, com encenação de Rodrigo Francisco, será aberto ao público. A apresentação será precedida de um beberete e leitura da tradicional mensagem, que este ano é da autoria de Dario Fo, e decorrerá às 21H30, na Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite.
 A entrada é livre, limitada à lotação da sala. As entradas podem ser levantadas na bilheteira do Teatro, no dia 27, a partir das 14H30.
 Negócio fechado estreia em Portugal no dia 28 de Março, às 21H30, na Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite, estará em cena até dia 28 de Abril, e conta com Marques D’Arede, Pedro Lima e Ivo Alexandre nos principais papéis. 
TMJB | SALA EXPERIMENTAL | M/12
27 MAR | 21H30 |
Duração 1H30
Preço Entrada Livre

sexta-feira, 22 de março de 2013

Israel / Portugal



Que chatice.... E o vento que não pára em Telavive... Virá a ser ele o responsável pela exibição miserável da Selecção Nacional de Futebol (A)... Estranhamente , ou nem tanto, a RTP1 no seu programa da manhã, não faz outra coisa que promover o Estado de Israel. Um frenesim desgraçado e um corrupio de Isaques e Jacobes, a pronunciarem-se sobre a cultura judaica, depois para disfarçar estão também uns pândegos a agitar bandeiras Nacionais. Pobres coitados.... Sempre de joelho em terra, perante estes poderes ocultos..... Ou não sabem, ou não sei!... É o que parece! A estrela de David, paira alto neste programa Nacional.... Enquanto os desgraçados e desengraçados, dos palestinianos sofrem a ocupação do seu território pelo exército de Israel. Coitados, são gente sem graça e pobre de espírito, tisnados e feios. Seria uma penúria, um programa sobre a sua cultura....  Como é sabido, nada têm que os ligue aquela região, são um povo oriundo da "Grunelândia" (terra dos grunhos), chegados em canoas e fixaram-se, indevidamente, em pleno território, comprado a peso de Dólares, aos bifes que eram e sempre foram os locatários. De modos que impõe-se a pergunta: O que é que eles lá estão a fazer? Nada.... Naturalmente..... Só os cumunas é que não entendem.... É tudo muito claro e históricamente comprovado. 
Bom.... Mas isto deve ser defeito meu... É perfeitamente legítima a ocupação militar por parte de Israel do território da Palestina. Aleluia!!!!   

                                         António Capucha

                        Vila Franca de Xira, 22 de Março de 2013   

quinta-feira, 21 de março de 2013

EM MEMÓRIA DA ESPECTACULAR FUGA DE PALMA INÁCIO
(Porto, 7 para 8 de Maio de 1969)
 
 
Foto

PIDE OFERECE 50 MIL ESCUDOS POR INFORMAÇÃO DO SEU PARADEIRO

No Plenário do Porto
Nove acusados de pertencerem à organização L.U.A.R. (Liga de União e de Acção Revolucionária), presos em Agosto do ano findo, quando entravam clandestinamente pela fronteira do Nordeste transmontano, acabaram de ser julgados no Plenário do Porto.
 (…)
Faltou o réu principal, Hermínio da Palma Inácio, de 47 anos, industrial de reparação de aviões, residente em Paris, que, como se sabe já, se evadiu das prisões da Polícia Internacional e de Defesa do Estado.
Diário de Lisboa, 8/5/1969

Dando voz ao desejo, tantas vezes expresso dos amigos e admiradores de Hermínio da Palma Inácio, um grupo de antigos companheiros resolveu avançar com o projecto de edificação dum monumento comemorativo da sua fuga, no Largo Soares dos Reis, no Porto.
O projecto, cuja fotomontagem enviamos em anexo, já foi aprovado pela Câmara Municipal do Porto e é da autoria do escultor Joaquim Álvares de Sousa.
Nos tempos que correm, homenagear e relembrar a coragem de PALMA INÁCIO é um pequeno nada nas nossas vidas, que pode ser uma muito grande ajuda para o nosso ânimo colectivo.
Para poder levar a bom termo este propósito, teremos de juntar, até finais de Março, uma quantia próxima dos quinze mil euros e necessitamos da contribuição de todos.
Graças à solidariedade sempre manifestada por todos quantos se sentiram orgulhosos do seu exemplo e agradecidos pelo seu combate pela nossa libertação, confiamos no sucesso desta iniciativa. E, como há verbas que têm de ser disponibilizadas de imediato, apelamos a que nos façam chegar o mais rápido possível a vossa contribuição.
Assim:

1. Para o efeito, existe uma conta com o nº 0214025424200, aberta na Caixa Geral de Depósitos, NIB 003502140002542420072, IBAN PT50003502140002542420072 e BIC CGDIPTPL, que servirá exclusivamente para este fim e de cujo movimento será dado conhecimento detalhado, à medida que as contribuições forem chegando, a todos os que contribuam e o desejem.
2. Agradecemos que cada contribuição/transferência seja confirmada para este e-mail: memorial.palma.inacio@gmail.com
3. A contribuição pode ser feita em fracções, cujos prazos de entrega deverão ser inicialmente programados por um prazo que não deve ir além do fim de Março de 2013.
4. A inauguração do referido memorial está prevista para 8 de Maio de 2013.

Certos da vossa resposta a este apelo, recebam as nossas saudações democráticas e sempre solidárias.

Para qualquer contacto:
Maria Elisabete Neves
 Telemóvel: 911 082 328


AMIGO!
NÃO DEIXES PARA AMANHÃ O TEU CONTRIBUTO!
E divulga pelos teus amigos!

CONTA DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS:
Nº da Conta – 0214025424200
NIB – 003502140002542420072
IBAN – PT50003502140002542420072 e BIC – CGDIPTLP (No estrangeiro)

 
PS: - Enviado por e-mail pelo amigo Joaquim Alberto



Amarrado com fortes cordames de esparto à vida




Começa a ganhar forma uma explicação possível para o meu despertar do Coma. Foi bem profundo e duradouro, e tal como já disse, não foram encontradas razões médicas para a saída que se deu. Isto é despertar dele. Este assunto tem-me trazido ocupado, à espera que surja uma revelação que a mim me satisfaça, para explicar semelhante desfecho.... Como vinha dizendo, começa a tomar forma uma explicação e ela é que durante o coma e um pouco antes e um pouco depois, como tenho vindo a dizer,  tive uma actividade cerebral febril e intensissíma, e também intensa quanto ao aspecto emocional. De todas as fantasias de que me lembro, poucas foram as completamente absurdas.... O mais delas foram sobre, e com questões ou pessoas, muito próximas em consonância, com a importância real que elas tiveram, têm, e terão, na minha vida. Começo a achar que este conjunto de "estórias" tão calorosas, não me deixaram ficar do lado de lá,  uma entre as várias vezes que lá estive. Todas as "estórias" eram quentes memórias e um hino às coisas e pessoas de que gostava e gosto, enfim, um cântico à vida.... As pessoas que me são próximas e queridas quando eu pude tê-las ao corrente do que me passou pela cabeça nesses momentos dramáticos, dizem claramente não terem dúvidas de que foi uma questão de vontade de viver, contra a morte que se insinuava. O curioso nesta situação é que eles sabiam todas as peripécias pelas quais eu passei, mas desconheciam por completo as minhas "fantasias", No final contamos uns aos outros aquilo que sabíamos, foi então que fiquei a saber que tinha estado em coma, e eles ficaram a saber o que "fantasiei" durante ele. A modos que esta ideia que como disse começa a tomar forma, resulta da cosedura daquilo que ambos revelámos ao outro. O corpo cansado e apodrecido, resvalava para lá da vida mas a mente estava amarrada com fortes "cordames de esparto" à vida. Esta explicação sou capaz de aceitar como válida, nada tem de isotérico, ou espampanante. E até bate certo com aquilo que conheço de mim. Sempre fui marreta e de vontades fortes.... Não é assim às primeiras, que seja o que fôr, me leva, ou me dá a volta.... 

                                      António Capucha

                    Vila Franca de Xira, 21 de Março de 2013

quarta-feira, 20 de março de 2013

Democracia precisa-se...




Querem saber porque é que é tão fácil conseguir desencadear sentimentos anti políticos? Naturalmente será por eles facilmente serem enredados em matérias e actos menos claros para não dizer, completamente desajustados e longe de qualquer lógica... Vem isto ao caso de o Fernando Seara (PSD), ser impedido de concorrer à Câmara de Lisboa. O tribunal assim decidiu, porque alguma Alma terá apresentado queixa. Sou absolutamente insuspeito ao pronunciar-me sobre este assunto, é mais que evidente a minha oposição ao PSD e toda a direita. Mas há que usar métodos claros e isentos de intenções menos claras. A lei que serviu de base a essa decisão do Tribunal, é aquela que os partidos aprovaram na Assembleia da República, para prevenir o Caciquismo local, que era uma coisa fora do seu controle... (eufemísticamente chamada de lei da limitação de mandatos) Sou contra estas limitações por força da lei. A única coisa que há que aceitar, é a vontade do eleitorado legalmente expressa. Tudo o mais são fantasias que os partidos criaram para expandir e prepectuar o seu poder sobre o exercício do poder político.... Mas enfim conseguiram, aliás sem esforço, aprovar a lei. E o sentido da lei, só pode ser entendido como uma forma de reduzir as hipóteses de caciquismo local ou Nacional - A lei também afecta o Presidente da República cingindo-o a dois mandatos consecutivos - . Um perfeito disparate, penso.... Serão os partidos corporações indispensáveis à concretização da Democracia? Penso que não e a História prova diversas perversões dos partidos e suas estratégias.... Foi sempre um partido que fundou o fascismo. E quando este resultou de um golpe de Estado, como   no Chile, a primeira coisa a fazer foi criar um Partido que organizasse a ignomínia. A verdadeira dinâmica democrática prende-se isso sim com o empenho das sociedades na política e não ao contrário. As agremiações politicas controlarem as sociedades. Isso é a perversão democrática mais comum. Mas por ser tão frequente , não deixa de ser perversa. Os partidos não se defendem do caciquismo em nosso nome, defendem-se dele em nome da concentração do poder em si mesmos... E então quem nos defende do partidarismo exacerbado, também conhecido por "partidarite". Nós próprios.... Tirando-lhes o tapete debaixo dos pés... Formando organizações de base de intervenção politica e independentes dos partidos. Aprendamos com a História.... Perguntem a vós mesmos no que é que se transformaram os partidos, na nossa ainda  jovem democracia? Observem nos países onde a democracia partidária é mais antiga, no quer eles se transformaram. E depois vejam bem se é isso que pretendemos para o nosso Portugal..... Recusemos estes processos viciados e viciosos. Queremos derrotar o Fernando Seara, mas não assim..... 

                                              António Capucha

                            Vila Franca de Xira, 20 de Março de 2013

terça-feira, 19 de março de 2013

Noticias das Onze da manhã....


Palavra, palavrinha , que era deste tamanho


Atenção.... Noticia de ultima hora:

- O nóvel Papa, (também conhecido por chico I) foi acometido de uma enorme vontade de urinar, aflito, lá lhe indicaram onde era o urinol pontificio. Testemunhas, sempre incómodas, revelaram que Sua Santidade terá, após a função, sacudido a "gaita de peles" (não confundir com "gaita de foles"...) mais de três vezes, o que, como é sabido, perfaz "punheta"!!!! Que não senhor, apressou-se a "Santa Sé" a esclarecer, O Santo Padre, não é um pervertido, apenas tem uma doença da próstata que o faz urinar pinguinhas. E acrescentou, rezem por sua santidade e a saúde da sua próstata. Não se confirma que tenham sido destacadas quatro irmãs do Sagrado Coraçao de Maria, para "mungir" Sua Santidade, de modo a prevenir futuras e nefastas consequências.
Assinado : O "Malander" dos "Òrinois"....
Mas o telex não se cala e prossegue: Governo quer despedir funcionários públicos menos preparados.... Para tal já contactaram os rapazes do Técnico do curso de Engenharia de Materiais para substituir os "Almeidas" das Câmaras.... E moçoilas formadas em sociologia e afins, para os serviços de Limpeza.... Nos lugares de responsabilidade, ficam apenas individuos com o curso do Relvas.... Também são reconduzidos alguns "pivôs" de noticiários das televisões....  Os gestores Públicos que tenham conseguido mais falências, serão gratificados pelo seu elevado desempenho... A cozinheira "senior" do ministério das finanças foi acusada de ter produzido um buraco orçamental de quatro Mil Milhões de €uros por desviar fortes quantidades de vinagre destinados ao "escabeche". A Asai, está a desenvolver todos os esforços para trazer a cidadã cozinheira à justiça.... 
Cavaco Silva não sabe de nada.......
Ti-ri-ri-ri-ti-ri--- Foram as noticias das onze da manhã, desta gloriosa manhã, em que alguém roubou o Sol..... 

                                                 António Capucha

                                Vila Franca de Xira, 19 de Março de 2013

segunda-feira, 18 de março de 2013

Policia....




A noticia do dia são os infelizes acontecimentos em Setúbal, bairro da "Bela Vista", que é tudo menos isso, é um bairro degradado, de construção pouco cuidada e habitado por cidadãos excluídos socialmente disfuncionais, adivinho, que a seu tempo para lá terão sido despejados, deixados ao "Deus dará"... A senhora presidente da Câmara queixava-se de falta de policia e de meios para ela actuar. Bom ... O que deu para ver foi policia a mais e uns quantos putos a fazerem "granel".... O que motivou tudo aquilo não sei, sei isso sim que para tal basta uma centelha de nada, que veio a tornar-se naturalmente grave, incêndios de viaturas nas ruas e por aí fora, o exagero policial faz o resto...Sem desfazer da senhora Presidente, que naturalmente saberá mais do assunto que eu, sou levado a desconfiar sempre que o assunto não é de mais ou menos policia. Corporação de má memória que gere os seus meios corporativamente.... Isto é releva o que muito bem entende.... Tem no entanto como tradição um rasto de violência e estupidez corporativa.... Não merece naturalmente o meu respeito, já a senhora Presidente, merece-me pelo menos o beneficio da dúvida... As causas que levam a isto, a meu ver foram erros cometidos no passado, resolveu-se o realojamento das pessoas sem casa decente, mas não cuidando da sua verdadeira inserção social..... 
Também me parece, no mínimo estranho que a policia tenha, por exemplo, a maioria do seu parque automóvel em condições deploráveis e que nem tenham seguro dele e quando têm algum problema, correm por conta de quem conduz, mais as despesas em caso de acidente, ora bem, na dúvida, não guiam!... Acho uma reacção natural. E naturalmente algum serviço fica por fazer. As coisas vêm melhorando aos poucos, à medida que a velha "escola", vai sendo substituída por elementos mais novos com outro nível de escolaridade e mais próximos dos padrões de vida actuais... Mas ainda resta muito da velha escola caceteira e bestial.... Aguardemos melhores dias......  

                                         António Capucha

                        Vila Franca de Xira, 18 de Março de 2013

sábado, 16 de março de 2013

Afonso Dias, no "Viva a Música"... RDP Antena 1

Chegou-me via e-mail este espectáculo do "Viva a Música" do nosso amigo comum Armando Carvalheda, que o realiza em companhia da sua filha Sofia Carvalheda, na ainda, Antena 1, da nossa RDP. (beijos e abraços para ambos)
Disfrutem enquanto há.....




Enviado pelo autor.... Um abraço amigo....

sexta-feira, 15 de março de 2013

"Alimais".....



O bola de sebo, tem um olhar de estarola, desmiolado de todo. Ontem conseguiu estar ao meu colo sossegado quase uma hora, julgo até que terá adormecido, enquanto eu lhe afagava o pelo e ele nem me deitou o dente nem nada, coisa de estranhar. Tenho esse efeito sobre os cães, sou indubitavelmente o macho alfa para todos eles. Se faço uma festa a um, tenho que fazer o mesmo ao outro senão armam tal "escabeche" que só visto. São tomados de ciúmes, com a Nita sucede outro tanto, não tão evidente mas semelhante.  Como é que animais percebem estas coisas que são tão subtís? Puro instinto. Mas de extremo rigor. Se tivessem a capacidade de discernir, não seriam tão precisos, tão exactos. Levei algum tempo a conseguir este rigor... Não me posso dar ao luxo de me distrair ou assistir impavidamente, ás suas cabriolices. Sou uma espécie de Norte para eles. Não me posso deixar levar por sentimentos, tenho que ter sempre presente o estatuto de macho alfa.... Depois a Nita é a fêmea alfa e o resto é matilha... Sabe-se lá se eles são felizes. Sei é que eles não distinguem isso. Eu sim claro, e somos aliás nós que definimos o que é a felicidade deles... Temos que ter portanto algum cuidado, para não exigirmos coisas que não lhes cabem no seus estreitos horizontes. Algo aquém, ou além disso, só provocará confusão. E resulta em despertar as suas origens selvagens e é assim que se dão os casos de animais a atacarem pessoas. Essa confusão pode resultar de as pessoas se preocuparem apenas com o que os cães representam para si, e não o inverso, que acaba por ser determinante para a felicidade e equilibrio entre todos. Temos, em minha opinião, de nos preocupar com o que representamos para eles, os animais. E tudo correrá bem....

                                     António Capucha

                    Vila Franca de Xira, 15 de Março de 2013

quinta-feira, 14 de março de 2013

Boisés....




Estive a ver o Yul Brynner,(em "os sete magníficos") a andar à galo com a sua cabeça rapada e a cara de querubim renascentista. Desta feita, é um pistoleiro embora mantenha a tez bronzeada de príncipe Egípcio que se veio a revelar um gajo de maus fígados que só queria fazer mal, por vingança, ao canastrão  do Charton Weston que era o Moisés ou boisés, ou lá o que era ... A coisinha mais monocórdica que Hollywood criou. Só sabia, acho que até nem isso sabia, fazer de Heroi épico, E ele actor, foi ou é , não sei se ainda é vivo, a coisinha mais reacionária que imaginar se possa. Presidente de ene instituições bem americanas isto é: acéfalas. Fazia as delicias de anormais e outros que tais, em esgares dantescos, diria melhor, grotescos... O "menesinho" deve ter um bloqueio qualquer em relação às mulheres vejam com atenção o esgar do "men" quando em cenas de beijos, já em cenas de camaradagem entre "menesinhos" até os olhinhos brilham. è assim daqueles que não passa bilhete ás gajas e casa com o cavalo... É como vos digo. Há ali qualquer coisa mal contada.... Esta estirpe de reacinários ultra direitistas, como era o Hoover, são gente velhaca que preseguem os homosexuais quando eles são uns "rabetas" encartados. Mas muito amantes e tementes a Deus.... Depois no fim da prédica, com uma vassoura enfiada no cu, varriam o estúdio todo.... 

                                                  António Capucha

                             Vila Franca de Xira, 14 de Março de 2013 

quarta-feira, 13 de março de 2013

I'm a "Rain Man"....




Dos pequenos/grandes casos que me preocupam está, pelo menos um, em vias de solução. Porque o que não tem solução, solucionado está. Espero fique resolvido hoje.... Quanto aos outros dois, ando a juntar os pauzinhos, que ao cair se espalham todos... E como eu não sou o "Rain Man" tenho que juntá-los na caixa para os contar.... Minudências, o mais das coisas, que me trazem preocupado. Por vezes até coisas que se resolvem por si. Outras há que, de tão complexas que são, tão sem solução, apesar disso me preocupam.... E me desafiam à solução, que nunca virá a acontecer... Já estou habituado a sofrer estas torturas na pinha. São aliás as que mais me atraem. Complexo da "missão impossi-vel", talvez sim, talvez não, vá lá saber-se.  Sou, entre várias coisas que já se sabe que sou, complicadinho da Silva. Não porque goste, mas apenas e só, porque sou. Isso não é exactamen-te uma virtude, nem tão pouco uma coisa confortável, Assim sou e assim terei que ser aceite, porque não está nas minhas posses deixar de o ser. Podia disfarçar, mas é tão difícil, Ainda que fosse o melhor actor de sempre. Já aqui falamos disso, o actor pode disfarçar-se, mas a representação não é um acto de disfarce, muito pelo contrário. Nem é uma habilidade.... É mais um acto de honestidade e entrega...
Bom, chega de "paleio"..... 

                                             António Capucha

                            Vila Franca de Xira, 13 de Março de 2013

terça-feira, 12 de março de 2013

Hugo Chávez

HUGO CHÁVEZ, FICARÁ NA HISTÓRIA COMO UM DOS MAIS COSEQUENTES LUTADORES CONTRA O IMPERIALISMO



Enviado por e-mail pelo meu primo João Chaparro. Obrigado.

segunda-feira, 11 de março de 2013

"Markting" e Justiça....




Estava a ver com a atenção que a televisão me merece, isto é, muito pouco, um programa sobre as estratégias do "Markting", que são como se sabe a manipulação cerebral. E lembrei a propósito alguns "slogans" que por isto ou por aquilo me ficaram na cabeça. Um deles é de um anúncio a um detergente que passava quando era muito miúdo, e o meu irmão mais novo foi das primeiras coisas que disse, era assim: Juá a lavar, é Sol a corar! Hoje é óbvio que não funcionaria, em termos comerciais pela simples razão de que devem haver muito poucas pessoas que saibam o que é isso de Sol a corar... E talvez menos ainda, a saber o que é isso do Juá..... 
Eu que acho que sou um eterno jogador de efeitos através da palavra, sou capaz de entender o que esses caramelos querem dizer. Os objectivos é que são diversos... Ao passo que eu utiliso a força das palavras para desencadear sentimentos e entendimentos que, espero, venham a tornar as pessoas mais ricas e capazes de descodificar estas amálgamas de valores onde andamos mais ou menos perdidos. Estes tipos do "Marketing", o que querem é manipular-nos e levar-nos a comprar e a assumir valores que não queremos nem precisamos..... Lembro a propósito uma frase do então Director, ou presidente da SIC, que nós, isto é, eles as televisões, eram vendedores, ou faziam ou desfaziam, Presidentes da República e Primeiros Ministros. Se eu fosse Presidente da República ou Primeiro Ministro, enfiava-me pelo chão abaixo de vergonha.... Tal distinção só é legítima se fôr expressão da vontade dos povos, e se tivermos capacidade para o representarmos ou governarmos.... Tal situação, porque resultado de manipulação cerebral é imprópria e indigna..... E devia haver leis que o regulassem..... Porque a Justiça e as suas leis, devem acompanhar os progressos científicos, ou ainda não saímos das cavernas?

                                          António Capucha

                        Vila Franca de Xira, 11 de Março de 2013

sábado, 9 de março de 2013

Irão e Israel.....

Não me parece uma coisa piegas e de reacionarismo encapotado, de modo que público, como publicaria qualquer miniciativa que tenha alguma intenção, e capacidade de intervensão pela paz...... Desculpem a publicidade que passa de vez em quando, não encontrei maneira de a anular....

António Capucha


P.S. - Enviado por e-mail pela Paulinha. Obrigado....

sexta-feira, 8 de março de 2013

Que viva o Teatro....


Infelizmente, o voo que fazia Flores-Lisboa e...
Ateneu Artístico Vilafranquense (Oficial) 8 de Março de 2013 14:44
Infelizmente, o voo que fazia Flores-Lisboa e trazia o Grupo de Teatro A Jangada, foi cancelado, logo, o espectáculo de hoje fica sem efeito. Pedimos desculpa por este imprevisto. No entanto, poderão ainda hoje fazer uma visita à Tertúlia do Zero a partir das 22h00.

Obras não só em casa , mas em mim....




Ainda não terminei as obras em casa, resultantes da instalação do monstruoso "frederico". Em simultâneo quero fazer uma ligação fixa do esquentador, que trabalha om alimentação eléctrica. não para aquecer a água mas para fazer a "patanisca" que acende o gás e tem mais uns circuitozitos como um pequeno "display" onde indica a temperatura da água. Quero meter a "fiarada" numa calha auto-colante  Que fica muito mais bonito e funcional... Para isso tenho que ir ao "Bricomarché" do Carregado que é o mais próximo,  comprar algum material. para tal a Nita tem de me levar lá, não há volta a dar. Compreendo que não seja do seu agrado mas dela estou dependente... Dantes ía de "camineta", Mas agora  a cadeira de rodas cria os seus próprios problemas. Podia ir de "ganchetas" (canadianas), mas para falar com franqueza, não sou grande artista com elas. Tenho força suficiente, mas volta não volta troco os movimentos e malho que é um regalo. As "ganchetas" são para curtas distâncias e isso é coisa que não existe fora de casa. Com a "perna de pau", sinto, vai ser bem diferente. mal ou bem, tenho um apoio esquerdo, o que torna completamente diferente a deslocação que por falta do apoio esquerdo tem um movimente dependente  de maior equilibrio, e imponderablidade. E a minha carola ainda não se adaptou à perda da perna esquerda. Mais do que uma vez, à procura do apoio esquerdo, ele não estava lá e malhei.... Claro que isso vai com o treino.... Mas treino com quem? A maior parte do tempo passo-o sozinho, aqui ao computador. Os miudos e a Nita têm a sua vida e não me podem acompanhar nessas coisas. E quando estão em casa é-lhes mais fácil empurrar a cadeirinha do mé-mé, que vigiarem e ajudarem no treino com as canadianas. porque há coisas a fazer para além disso e que têm a ver com o funcionamento da casa. Como o fazer o Mar de compras para a semana toda e fazer a limpeza e arrumar a casa.... Já fico satisfeito por me lavarem às compras. 

                                         António Capucha

                          Vila Franca de Xira, 8 de Março de 2013     

quinta-feira, 7 de março de 2013

Nós Alhandrenses....


Acabo de assinar a petição pública, para a recuperação do edifício do Teatro Salvador Marques em Alhandra. A dita petição começa assim: Nós alhandrenses...... E por aí fora.... Ora eu não sou alhandrense e não tive qualquer dúvida em assinar a petição. Por variadíssimas razões, pelo amor que dedico ao Teatro, pelo respeito que me merece todo e qualquer património Histórico Nacional, regional, concelhio ou local.... Mas se a petição é dirigida à Câmara municipal o assunto é Municipal, e não apenas local como os seus iniciadores indicam. Sem querer entrar na liça, que sei ter havido, em relação à terra que seria a "Pátria" do Neo-Realismo aquando da implementação do seu Museu... Sugiro no entanto que tal questão é tão falsa como inútil... A questão é aliás internacional, como o provam diversos trabalhos literários cinematográficos pictóricos etc....etc... É uma matéria transversal e a ninguém, e a todos pertence. Alhandra é por certo um pólo importante do Neo-Realismo, Dado o facto de ter sido a terra de Soeiro Pereira Gomes, dos grandes movimentos operários do Século passado, mas não só é também Vila toureira do nosso Ribatejo, e por estas e outras razões, os alhandrenses têm muito de que se orgulhar... Daí causar-me alguma estranheza, os proponentes da petição, dizerem ou sugerirem que é um assunto de Alhandrenses. Pois então se assim é, eu alhandrense me confesso... 

                                      António Capucha

                  Vila Franca de Xira, 7 de Março de 2013

Teatro Salvador Marques - Alhandra

Teatro Salvador Marques - Alhandra

Teatro Salvador Marques - Alhandra

Petição pública
divulguem http://www.peticaopublica.com/?pi=TSM2013

Nós alhandrenses, pretendemos que seja reconhecido o devido valor ao nosso teatro, através da classificação deste imóvel de Património de Interesse Municipal, por parte da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira (CMVFX), como uma das nossas últimas esperanças para que tenhamos o nosso Teatro Salvador Marques de volta.
Em 2000, num processo de pedido de classificação deste edifício por parte da CMVFX ao antigo IPPAR – Instituto Português do Patr...imónio Cultural (atualmente IGESPAR), este instituto sugeriu a esta edilidade que «seja ponderada para o imóvel a classificação de interesse municipal, iniciativa a promover pelo município, ao abrigo da Lei n.º 159/99». É de notar ainda que estamos em 2013, e a CMVFX nunca o fez. E porquê? Porque ao reconhecer a sua importância a CMVFX ficaria na obrigação de fazer tanto a manutenção, como a recuperação deste espaço.

O IPPAR reconheceu que «o móbil da sua recuperação, nos termos em que nos foi apresentado, nos parece uma atitude de indiscutível mérito. Na verdade, proceder à reabilitação global do edifício, com o intuito de o devolver no seu ambiente original, e permitir a sua plena fruição como sala de atividades culturais – nomeadamente espetáculos de teatro –, é algo que nos apraz registar», destacando, ainda, «o facto do projeto de recuperação se poder constituir numa mais-valia urbana – muito para além da recuperação do imóvel em si –, pelo facto da sua localização se revestir de carácter excecional – no topo do jardim público, em local sobranceiro ao Rio Tejo –, reassumindo um forte simbolismo como edifício público e como elemento catalisador numa dinâmica que se pretende imprimir ao núcleo urbano original de Alhandra.».
O IPPAR refere-se à lei nº 159/99, art.º 13 alínea e) e art.º 20 n.º 2, que regula o quadro de transferência de atribuições e competências para as autarquias locais, destacando que as Câmaras devem «Proceder à classificação de imóveis conjuntos ou sítios considerados de interesse municipal e assegurar a sua manutenção e recuperação» é «da competência dos órgãos municipais o planeamento, a gestão e a realização de investimentos públicos» dos «Centros de cultura, centros de ciência, bibliotecas, teatros e museus municipais (...) Património cultural, paisagístico e urbanístico do município»
Assim, pedimos para que Assinem e divulguem esta nossa causa, a causa dos Alhandrenses, não queremos que o nosso Teatro caia de esquecimento!

Visitem-nos em: http://www.facebook.com/teatrosalvadormarques, mas também em http://teatrosmarques.no.sapo.pt/galeria_fotos.htm.

Alguma duvida contacta-nos para teatro.salvador.marques@gmail.com

http://www.peticaopublica.com/?pi=TSM2013

Breve História
A história da arte teatral em Alhandra remonta a 1865, com o Teatro Thália Alhandrense, que começou a ser construído graças à iniciativa de homens como a notável figura de Salvador Marques que à época vivia em Alhandra. Contudo devido há grande afluência de público que a este teatro acorria, cedo sentiu-se a necessidade da construção de um novo edifício que alberga-se tanta frequência. Assim em 1886 que é iniciada a construção de um novo e amplo Teatro que teria o nome de Teatro Salvador Marques, em homenagem a esta notável figura da arte dramática alhandrense.

Salvador Marques teve uma forte influência em Alhandra do seu tempo. Foi ele o grande impulsionador da liberalização da cultura junto da população desta Vila, quer pelo seu próprio pulso, quer influenciando as práticas culturais dos membros da elite letrada. Instruindo os Alhandrenses através da diversão, usando as artes de Thália como meio de divulgação dos valores de civilidade.

No entanto, a obra inicial de construção do Teatro Salvador Marques esteve parada durante cerca de 20 anos, sendo somente inaugurado em Abril de 1905, pelo incentivo dado pelas mão de um homem que felizmente ainda hoje é lembrado pelos alhandrenses, que em 1900 veio viver para Alhandra, e que daria um novo e derradeiro arranque às obras deste Teatro: Francisco Filipe dos Reis.

Salvador Marques não compareceu em 1905 à inauguração deste edifico devido a motivos de saúde, fazendo-se, no entanto, representar por um dos seus filhos: Luís Salvador Marques (conhecido cenógrafo do inicio do séc. XX). Salvador Marques acabaria por falecer em Lisboa, em 1907, mas ciente desta homenagem que os alhandrenses a ele lhe dirigiram.


Características
Arquitetura de estilo neoclássico, de raiz italiana, e de interior ricamente decorado (tendo um pano de boca de cena da autoria de Veloso Salgado), esta casa de espetáculos na sua tipologia é um derivado inspirado no Teatro D. Maria II em Lisboa. O seu Salão Nobre, outrora ricamente decorado com pinturas e bons estucados, de dupla altura (característica denunciadora do seu derivado do Teatro D. Maria II), permite relações visuais e espaciais entre diferentes níveis.
Tem grossas paredes de alvenaria, asnas de madeira, tabiques e estafes que marcam toda a estrutura deste Teatro. O interior da sua Sala de Espetáculos, em forma de “U” (característica dos teatros de raiz italiana), é atualmente composta por balcão, plateia e duas ordens de camarotes laterais. Num misto de formas lineares e curvilíneas, das elaboradas guardas em ferro forjado das suas duas ordens de camarotes e frisas, esta Sala de Espetáculos tem uma particular e exuberante elegância. No teto desta Sala, de lotação de 400 lugares de plateia e 30 lugares de camarotes, a partir do centro expandem-se raios pintados de branco e azul celeste (já não sendo o original). Por fim, esta Sala é ao centro assinalada por um grande candeeiro/ lustre (foco luminoso central).
Em tempos, este Teatro dispunha ainda de um Restaurante ou Buffet no piso térreo (do lado direito de quem entra neste edifício), que foi depois substituído por um pequeno Bar instalado no Salão Nobre.

O Teatro Salvador Marques é hoje, exemplar único de toda uma arquitetura do espetáculo que outrora existiu no concelho de Vila Franca de Xira: a última prova viva do tempo do surgimento dos principais movimentos associativos e culturais de uma época (quando se fundaram localmente a Sociedade Euterpe, o Clube Republicano, os Bombeiros Voluntários), tornando-se como que um símbolo presente, de uma Alhandra que floresceu nos finais do século XIX e inícios do século XX.

Os signatários

http://www.peticaopublica.com/?pi=TSM2013

quarta-feira, 6 de março de 2013

Penso eu de que....




Como funcionamos uns com os outros? Parece uma coisa "standard" de simples relação, mas nunca é assim. Primeiro nunca falamos com outro em função de ele mesmo. Falamos, isso sim, de nós para connosco.... Que quer isto dizer, não falamos com o outro, mas, aquilo que achamos que somos, fala com aquilo que achamos que o outro é, se houver coincidência entre o que o outro pensa de nós e  o que nós achamos que somos.... Há diálogo, isto é: Connosco.... Nós próprios, com a nossa ideia do outro..... Complicado não é? E para que a conversa seja profícua, torna-se necessário fazer casar, ambos os conceitos. Se abdicamos do juizo sobre o outro a conversa não será mais do que circunstancial, de menor envolvimento por assim dizer, embora possa parecer o contrário, isto é, ser prova de respeito pelo outro. Quando não o é.... Prova de respeito pelo outro, é facultar-lhe o conhecimento do que nós achamos dele.... É matéria muito complicada exactamente por isso, é que o outro pode não gostar da ideia que dele damos. Daí a origem de desaguisados e desentendimentos, porque é muito raro que haja coincidência, entre o que achamos de nós próprios e o que os outros acham de nós. Fiz-me entender? Mas à cautela, sempre será melhor sermos inequivocamente e sempre, nós próprios, fica pelo menos metade da inteligibilidade conseguida,  melhor: Garantida... 
Vem esta reflexão a propósito de desesperadamente tentar um dialogo que não há meio de tomar forma com uma pessoa de quem sou comprovadamente amigo. Algo está a escapar a esta intrincada malha de lógica... Existe o conhecimento mutuo, é inegável.... Está a falhar o quê exactamente? Pois não sei... É um mistério de anos e anos. Acho muito sinceramente que é capaz de ser pelo facto de um de nós ou ambos não se revelarem completamente, tornando estranho este dialogo entre eu e eu..... Ou a avaliação de um de nós, não está certa ou não agrada ao outro.... Mas sinceramente acho que é a auto-apreciação de um de nós, que não bate certo com o que ele é intrínsecamente.....

                                               António Capucha

                               Vila Franca de Xira,6 de Março de 2013  

terça-feira, 5 de março de 2013

O "frederico"....

Conhecem aquela "estória" do frederico? Não?!?! Está bem eu conto: 

- O marido irrompe esbaforido em casa em alta vozeria gritando : Estou curado .... Estou curado.... 
A mulher, já habituada aos desaforos do seu homem que era um bocado "poucochinho" da cabeça, serenamente pergunta-lhe : Mas estás curado do quê? Eu dantes não conseguia mas já sei dizer "Frederico". Maria trás daí uma cerveja gelado para comemorar. E onde é que estão as cervejas? pergunta ela. Estão aí mesmo no "Frederico"!!!!  
Vem esta "estória" a propósito de que chega hoje o frigorifico novo que compramos no Sábado. O velho que só tinha aí uns dezanove anos, ainda trabalha e tudo, mas caiu-lhe a porta da zona de fresco. como já está muito velho resolvemos comprar um novo e é um monstro com um metro e noventa de altura e sessenta de lado, tivemos que alargar o espaço para ele caber. Com muito maior espaço de congelação, próprio  para um casal a entrar na terceira idade. Mas com muito mais espaço para coca-colas, e tralha, para os putos que "haverem" de vir. É a nossa sina, e de todos os casais de idade avançada.... Netos, pois claro.... Não hão-de demorar muito.... É um fenómeno recorrente nos tempos que correm. Que casais recem-constituídos se pode dar ao luxo de ter a fêmea em casa a tratar da prole. E o que é certo é que as crianças educadas no ceio de uma família têm à partida melhores hipóteses de virem a ser mulheres e homens eqilibrados. De modo que, aceitamos mais esta missão... E "bikuaite"!!!!

                                       António Capucha

                        Vila Franca de Xira, 5 de Março de 2013   

segunda-feira, 4 de março de 2013

Fora...Fora.... Fora.....




Acho que foi o Nixon que inventou o conceito de : "Maioria silenciosa". Já bem por aí a dentro do vinte cinco de Abril, o Spínola, agarrou no conceito e fez aquela acção tão vergonhosa quanto falhada, da nossa "maioria silenciosa". É portanto um conceito de direita. Que consiste em considerar que uma maioria de cidadãos, sem acesso ao mediatismo sofre em silêncio as agruras da maldita revolução comunista em marcha. Ora, tal não é assim. Ficou claro agora que toda a sociedade duma forma transversal, é vítima mas da direita mais atroz. Até que ponto irá o autismo deste governo, alienado que está da realidade mais evidente. A maioria mais ou menos habituada à resignação, cantou alto de sua justiça. Pela segunda vez inumdou cidades, praças e avenidas a dizer alto e bom som, que não quer mais estes cabrões. Não sou capaz de imaginar que parte das mensagens gritadas pelo povo, o governo não entendeu. Foram bem explicitas e  ditas em português corrente como convém. 
O presidente, já se sabe é uma "minhoca subtíl", como diriam o inspectores "patilhas e ventuinha", praí não racha lenha.... O homem já é um trambolho mudo, neste caso então, o seu silêncio nem sequer é estratégico, é criminoso.... Como é sabido, esta criatura colmata a sua inabilidade para estas coisas da política, com o silêncio, para evitar engolir moscas.... Vai mantendo o seu ar pomposo e imbecil, enquanto a sociedade , que não só a economia, se esfrangalha toda.... E se tem a tentação de falar aos portugueses, como se estivesse numa aula de economia para mongoloides, até ele percebe que não lhe fica bem, andar sempre a repetir mensagens apocalípticas, para depois abrir a torneira e apagar o fogo como um herói épico..... Papel da sua perdilecção!
Ele que cumpra também a exigência dos portugueses, e vá embora, de fininho,  e calado.....  

                                             Antonio Capucha

                             Vila Franca de Xira, 4 de Março de 2013 

Ateneu não pára....







sábado, 2 de março de 2013

Poema do xico.


O Xico e eu próprio
Um abração
Xico
"Oh que linda lenga-lenga vai nascer neste lugar, vai tornar-se uma moenga
para a malta chatear. O calor traz-me saudades do meu tempo de maldades
Viva o governo que temos! Viva a puta que os pariu e a pachacha que os mijou
Viva eu que grito vivas, viva o cu que os cagou. Vivam todos os ministros
e o desprezo que lhes dou. Todos eles são sinistros ao serviço do dinheiro
Todos juntos são cloaca, não se aguenta com o cheiro. Todos eles falam no tom
de quem do fascismo herda. Falar neles logo implica este poema de merda."

* Enviado por e-mail pelo Xico Braga.